Adivinha o quê? A Ave Maria está na Bíblia!

Um dos aspectos da fé católica com que os protestantes mais lutam é a honra que os católicos dão a Nossa Senhora. Em particular, a “Ave Maria” parece ser um ponto particular de discórdia. Alguns protestantes apontam para essa oração e dizem: “Essa é a prova da idolatria dos católicos a Maria”. Ela usa uma linguagem que deveria ser apenas para Deus. E também não está na Bíblia!”

Como acontece, porém, a Ave Maria vem do Novo Testamento quase palavra por palavra; e a maioria de suas palavras vem diretamente da boca dos anjos, apóstolos, e judeus justos, não menos!

Se você ou alguém que você ama tem dificuldade em entender porque os católicos rezam esta oração da maneira que nós fazemos e tantas vezes quanto nós (cinquenta e três vezes por dia, pelo menos, se você rezar um conjunto de mistérios do rosário diariamente! Explica de onde vem a Ave Maria – e o significado de cada uma das suas partes – no contexto das passagens das Escrituras que servem de fundamento.

>

]

*Existe uma imagem ao pé deste artigo com as informações básicas em formato de gráfico. É perfeita para salvar e compartilhar com a família e amigos!

>

Ave Maria Na Bíblia:

Introdução

Para começar, aqui está o texto da oração da Ave Maria:

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é contigo. Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.

A Ave Maria tem duas secções: uma saudação e uma petição. Dentro de cada seção, podemos dividir o texto em duas partes, o que nos dá quatro seções totais da oração para refletir.

Parte 1

Ave Maria, cheia de Graça, o Senhor é contigo.

Referência de texto: “E vindo ter com ela, ele disse: ‘Salve, favorece um! O Senhor está contigo”.” (Lucas 1:28)

Explicação: O anjo Gabriel saúda Maria com “Ave!”, um título normalmente reservado à realeza. Este título precioso serve como prenúncio do papel de Maria como Mãe do Rei do Céu. Então Gabriel a chama de “favorecida” (também traduzida como “cheia de graça”) e uma pessoa com quem o Senhor está presente. Isto confirma a presença especial de Deus, Sua vida de Graça e Amor, dentro de Maria.

Quando rezamos a Ave Maria, nossa saudação ecoa a saudação do próprio anjo de Deus e a realidade de seu papel na história da salvação.

A Anunciação de John William Waterhouse (1914)

Parte 2

Sem-te entre as mulheres, e bendito é o fruto do Teu ventre, Jesus.

>

Referência de Escritura: “Isabel, cheia do Espírito Santo, gritou em voz alta e disse: ‘Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre'”. (Lucas 1:42)

Explicação: As palavras de Isabel são inspiradas pelo próprio Deus, a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade: o Espírito Santo. Portanto, podemos dizer que esta saudação de admiração e bênção é agradável a Deus e uma forma apropriada de se dirigir a Maria. O fruto do ventre de Maria é o seu filho, Jesus, ao qual Isabel alude chamando-a “mãe” no verso seguinte.

>

]

Parte 3

Santa Maria, Mãe de Deus

Referência de estilo: “Como é que isto me acontece, que a mãe do meu Senhor deve vir até mim?” (Lucas 1:43)

Explicação: Esta próxima aclamação do Espírito de Isabel mostra-nos que Maria é mãe não só da natureza humana de Jesus, mas do próprio Jesus, o Filho de Deus, a Segunda Pessoa da Trindade. Ela é a Mãe de Deus porque é a Mãe de Jesus, e Jesus é Deus. Deus escolheu conferir-lhe esta honra; Ele não precisava fazê-lo. Isabel, e nós mesmos, podemos, portanto, com razão, chamar Maria “santa” e a “Mãe de Deus”.

>

A Visita de Nossa Senhora à sua prima Isabel

Parte 4

>

Passar por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte.

>

Referência textual: “Confessem os vossos pecados uns aos outros e rezem uns pelos outros, para que possam ser curados. A oração fervorosa de uma pessoa justa é muito poderosa”. (Tiago 5:16)

Explicação: Não há como negar que todos nós somos pecadores (Romanos 5:8) que precisamos de oração e cura constantes, especialmente quando nos aproximamos da morte e do Juízo Final. Tiago diz a seus companheiros cristãos para orar uns pelos outros, pois todos eles são membros do Corpo místico de Cristo (1 Cor. 12). Tiago continua a dizer que as orações de uma pessoa justa têm grande poder. E quem é a pessoa mais justa que andou na terra além de Jesus, o Deus-homem? A mulher a quem anjos e homens se dirigem como “favorecida” e “abençoada”. A mulher que carregou o Filho de Deus em seu ventre. Se acreditamos que aqueles que estão no Céu têm verdadeiramente a vida eterna, quem melhor para orar diante do trono de Deus em nosso favor do que Sua própria santa e abençoada Mãe?